(Foto: Divulgação/EBC)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na manhã desta quarta-feira, 10, que ainda não há data para votação da Reforma da Previdência em plenário. Maia explicou que é preciso votar primeiro uma série de Medidas Provisórias e, na próxima terça-feira, 16, o projeto que trata da convalidação dos incentivos fiscais. “Depois que a gente superar essas pautas, a gente vai pensar na data da Reforma da Previdência”, respondeu.

A comissão especial concluiu na terça-feira, 9, a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) e rejeitou praticamente todos os destaques apresentados ao texto da Reforma da Previdência aprovado na semana passada.

No plenário, o governo precisa de 308 votos para sua aprovação.

O único destaque aprovado na terça-feira foi o que manteve a competência da Justiça Estadual para julgar ações envolvendo benefícios previdenciários e por acidente de trabalho.