A mulher que foi vítima de assalto na noite de domingo (29) foi presa logo após ter o celular e chaves levados pelos bandidos.

(Foto: Catve.com)

O curioso da situação, que antes de ser levada ao Hospital, a mulher repassou as equipes – tanto do Siate como da Polícia Militar, o nome fictício, mas os militares descobriram o nome real e nele constava o mandado de prisão em aberto desde 2017 pelo crime de tráfico de drogas.

Logo após ser atendida pela equipe médica, a mulher de 51 anos foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil e deve responder pelos crimes apontados. Ele seguirá na carceragem da Cadeia Pública à disposição da Justiça.

Para mais informações sobre a região Oeste acesse o Catve.com clique aqui.