A Polícia Civil do Paraná (PC-PR) prendeu um homem, de 31 anos, suspeito de assaltar uma joalheria situada em shopping na região Central de Curitiba. O roubo ocorreu no dia 13 de setembro deste ano e gerou um prejuízo de R$ 70 mil. O homem foi preso na tarde desta segunda-feira (7), em um hotel de bom padrão localizado no Centro da Capital.

Foto: Djalma Malaquias/Banda B.

 

Com o suspeito, a PC apreendeu quatro correntes de ouro e R$ 5,9 mil e acessórios, entre eles boné e mochila, utilizados por ele no dia do crime – de acordo com análise em imagens de câmeras de monitoramento.

Conforme apurado, o homem teria entrado na loja e mostrado uma arma de fogo para a vendedora do estabelecimento. Ocasião em que roubou um mostruário com diversas correntes de ouro e fugiu no local (assista abaixo). De acordo com as investigações, o indivíduo teria tentado praticar o mesmo crime 45 minutos antes na mesma rede da joalheria localizada em um shopping no bairro Alto da XV, em Curitiba.

“No dia, o suspeito, armado, deu voz de assalto às funcionárias e roubou mais de 20 correntes de ouro, um mostruário completo. Os investigadores foram a campo, descobriu que momentos antes esse mesmo suspeito havia tentado assaltar outra joalheria em outro shopping no Alto da VX. Ele estava com a mesma roupa, inclusive”, explicou o delegado Rodrigo Brown.

Ainda segundo Brown, pelas imagens das câmeras, não foi confirmado de o suspeito teria ajuda de outra pessoa.

“Ele agia sozinho, não foi identificado nenhuma pessoa na cobertura ou veículo de fuga. Provavelmente, entrava no shopping e esperava um horário favorável, então agia discretamente. Pelas imagens, existem pessoas que nem percebem a ação criminosa. Ele levanta a camisa e mostra a arma na cintura e leva a funcionária para a parte posterior a loja”, descreveu o delegado.

As vítimas do roubo compareceram na delegacia e reconheceram o suspeito como autor do crime. Além disso, reconheceram duas das correntes apreendidas com ele, sendo objeto proveniente do roubo.

“Pelas roupas que ele trajava, dava para ver que ele gostava de gastar o dinheiro do crime para obter objetos de alto valor.  Uma equipe estava campana no hotel que ele estava e ontem, após ser confirmado que ele seria o suspeito, conseguiu dar a voz de prisão. É uma pessoa perigosa que agia com regularidade, não só de roubos a joalheria, mas em farmácias e outros comércios”, disse.

O homem já contava com um mandado de prisão em aberto por roubo e responde ao menos seis inquéritos policiais por crimes contra o patrimônio. As condenações chegam a um total de 25 anos de reclusão.

Agora, foi novamente autuado por roubo e encontra-se preso à disposição da Justiça.

Confira às imagens do momento em que o suspeito realiza o assalto: