Após quase dois anos, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) concluiu o Inquérito Policial sobre a morte de Valdeci Pires das Neves, de 48 anos, e outras três tentativas de homicídio. Os crimes ocorreram no dia 14 de outubro de 2018, no bairro São Miguel, em Curitiba. Seis pessoas foram indiciadas por homicídio qualificado e tripla tentativa de homicídio qualificado.

Durante as investigações a PCPR ouviu diversas testemunhas com o objetivo de identificar os envolvidos nos crimes, bem como a motivação. Neves era pai de duas, das outras três vítimas.

Divulgação AEN

Ao todo, sete pessoas suspeitas de participar dos crimes foram identificadas. Porém, uma delas foi morta antes da conclusão das investigações e indiciamento. Fato que também está sendo apurado pela PCPR em outro Inquérito Policial.

Os demais suspeitos já encontravam-se detidos por outros crimes, como roubo e trafico de drogas, e tiveram seus mandados de prisão preventiva pelos crimes em questão cumpridos dentro do Sistema Penitenciário.

Todos os indiciados eram amigos e são suspeitos de integrar um grupo de traficantes. O objetivo, segundo a polícia,  era dominar a Invasão Corbélia, mais precisamente as comunidades Dona Cida, Primavera, 24 de Março e Tiradentes e, com isso,  formar novos pontos de tráfico de entorpecentes.

Os crimes

No dia dos crimes,  Neves e os dois filhos estavam na residência de um homem de 57 anos, que também foi vítima do atentado. No local haviam ainda, em média, outras oito pessoas.

Em dado momento, diversos indivíduos invadiram a residência e efetuaram diversos disparos utilizando armas de fogo variadas. Entre elas uma escopeta, uma carabina e revólveres de calibre .12 e .44.

Neves morreu não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os filhos e o homem de 57 anos fora atingidos, mas conseguiram fugir.

De acordo com as investigações da PCPR, a motivação do crime seria uma disputa por ponto de tráfico de drogas. A rivalidade ocorria, principalmente, entre o suspeito falecido e um dos filhos de Neves, de 16 anos, vítima dos disparos.