Policiais civis de Araucária cumpriram mandado de prisão, nesta quinta-feira, contra Murilo Weber, suspeito de matar seu pai Cezar Weber, com golpes de picareta e machado, porque Cezar se recusava a dar dinheiro para o filho comprar cocaína. O crime ocorreu na madrugada de sábado para domingo (15). Contudo, o próprio Murilo, por volta das 16h, acionou a polícia afirmando que teria encontrado o corpo de seu pai, sem vida, na residência.

(Foto: Polícia Civil)

 

Ao chegar no local do crime, os investigadores da polícia civil receberam informações preliminares de guardas municipais e da PM, que atendiam o local de morte. Com essas informações, os policiais civis iniciaram diversas diligências, já desconfiados das versões apresentadas por Murilo, que estava no local do crime e se contradizia a cada versão dada.

Assim, policiais da Delegacia de Araucária ouviram testemunhas, coletaram imagens de câmeras da região e apresentaram relatório para o Delegado Tiago Wladyka, que representou pela prisão preventiva de Murilo. Com o mandado de prisão em mãos, o delegado e os investigadores prenderam Murilo na manhã desta quinta. Murilo, uma vez preso, finalmente confessou ter matado o pai, mas alegou que o fez porque era violentado quando criança.

Após interrogado, Murilo está preso na DP Araucária, onde permanecerá à disposição da justiça.