A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira (9), para cumprir 48 mandados judiciais contra uma organização criminosa investigada por desenvolver e comercializar softwares para adulterar hodômetros de veículos. O objetivo era diminuir a quilometragem original para facilitar a revenda do carro. Revendedores de automóveis de vários estados da federação utilizavam os serviços criminosos.

(Foto: Polícia Civil)

 

Os policiais civis têm a missão de cumprir 13 mandados de prisão preventiva, sete de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais serão cumpridas na capital paranaense, na Região Metropolitana de Curitiba e em Goiânia (GO).

Entre os alvos estão indivíduos suspeitos de fornecerem softwares para adulteração de hodômetros, proprietários de lojas de revenda de veículos – seminovos e particulares – e proprietários de oficinas mecânicas responsáveis por executar as adulterações.