A Polícia Civil do Paraná (PCPR) apreendeu diversos produtos alimentícios com prazo de validade ultrapassado, expostos à venda em um mercado situado no bairro Capão da Imbuia, em Curitiba. A ação aconteceu na manhã desta quarta-feira (20) com o apoio da Vigilância Sanitária, que interditou o estabelecimento. O responsável pelo mercado, de 37 anos, foi preso em flagrante.
(Fotos: Divulgação Polícia Civil)

 

A PCPR foi até o local para cumprir um mandado de busca e apreensão solicitado após uma denúncia realizada pelo Ministério Público. Conforme apurado, o mercado já havia sido denunciado outras 24 vezes, desde o ano de 2006, por ofertar produtos impróprios para consumo. Além disso, a Vigilância Sanitária já havia autuado o estabelecimento aproximadamente 16 vezes em razão do fato.

Dentro do mercado foram encontrados diversos alimentos com prazo de validade ultrapassado, tanto na área de venda quanto em depósito. Entre eles, queijos, presuntos e iogurtes vencidos desde o ano de 2018. Os alimentos eram mantidos em câmara fria. Caixas de cigarros paraguaios também foram apreendidas.

 

Além disso, a PCPR encontrou panos sujos com tintas, acetona e algumas canetas que serviam para apagar a data da validade dos produtos. Os policiais civis constataram que produtos do mesmo lote haviam datas de validade diferentes, pois os proprietários adulteravam. Ou seja, um produto com prazo de validade de 45 dias prescrito pelo fabricante era alterado para 210 dias, equivalente a sete meses.

O responsável pelo mercado foi preso e autuado em flagrante por indução do consumidor ao erro e falsidade material.  Os produtos alimentícios apreendidos foram encaminhados à criminalística, e se constatado que estava impróprio para consumo, o homem também poderá responder também por comercialização de produto impróprio ao consumo.