Na noite desta segunda-feira (30), por volta das 21 horas, uma equipe do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), estava na Avenida Rui Barbosa realizando o retorno para a BR-376, quando desconfiou da atitude de um condutor e realizou a abordagem do veículo, no município de São José dos Pinhais (PR).

(Foto: PRF)

 

Durante a abordagem e uma minuciosa averiguação nos elementos de identificação, os policiais constataram que o referido veículo tratava-se de uma caminhonete que foi roubada, em 2018, quando estava sendo descarregada para a venda em uma concessionária. O veículo ainda não havia sido emplacado na data do roubo.

O condutor, um homem de 44 anos, relatou que havia comprado o veículo em 2019, com 12 mil quilômetros rodados. Disse ainda que realizou parte do pagamento à vista, em dinheiro, e parcelou o restante através de uma instituição financeira. A transação ocorreu, pessoalmente, com o proprietário do veículo que ainda consta o nome no documento, completou o motorista.

Diante do fato, condutor e veículo foram encaminhados para a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, em Curitiba (PR). O condutor responderá pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor, cujas penas máximas, somadas, podem alcançar 10 anos de reclusão.