A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, nesta quinta-feira (8), três pessoas entre 19 e 44 anos, por crimes ambientais, em Curitiba e na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Após denúncias anônimas, os policiais civis chegaram até três locais, onde encontraram cinco cobras, uma arara, duas jabutis, um tucano e mais de cinco pássaros.

A primeira ação foi realizada, no bairro Cajuru, em Curitiba, onde foi encontrado um tucano mantido em cativeiro. A responsável foi presa em flagrante, pois não tinha autorização ambiental.

A outra ação aconteceu na RMC, onde foram encontradas diversas cobras, pássaros, arara e tartaruga em uma residência, situada em Contenda. Os animais silvestres também eram mantidos em cativeiro e o dono não tinha autorização ambiental.

Em uma situação distinta, também realizada na RMC, no município de Araucária, um homem foi preso em flagrante por vender agrotóxico de maneira criminosa.

Todos os suspeitos foram encaminhados para a delegacia especializada em combate a crimes ambientais da PCPR, onde assinaram um termo circunstanciado e responderão por crimes ambientais. Se condenados, poderão pegar até 1 ano de prisão, além de multa.

O delegado Matheus Laiola estará à disposição para falar com a imprensa sobre as apreensões na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente a partir das 16h30.