O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Paranapetro) afirmou, na manhã desta sexta-feira (17), que algumas distribuidoras começaram a restringir pedidos de gasolina e diesel, sem confirmação de data de entrega após o anúncio da Petrobras de reajuste de 14,2% para o diesel e de 5,2% para a gasolina.

Postos do Paraná reclamam que distribuidoras restringiram acesso a combustíveis após aumento da Petrobras
Foto: Agência Brasil

O aumento será repassado neste sábado (18), e a gasolina passará a custar R$ 4,06 nas refinarias. Houve congelamento de 99 dias nos preços. Somente em 2022, a Petrobras já elevou o preço da gasolina em mais de 31% nas refinarias.

Segundo a entidade que representa os postos de combustíveis, as companhias distribuidoras repassam as elevações de preço com grande agilidade, muitas vezes, de imediato.

Os reajustes refletem a disparada dos preços dos derivados no mercado internacional, seguindo a alta do petróleo e refletindo maior demanda e o fechamento de refinarias em meio à guerra entre a Rússia e Ucrânia.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Postos do Paraná reclamam que distribuidoras restringiram acesso a combustíveis após aumento da Petrobras

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.