A Polícia Civil fez um pedido à Justiça para que o vigilante Marcos Vagner de Souza continue preso pelo desaparecimento de Isis Victoria Mizerski Ribeiro, de 17 anos. A adolescente está desaparecida desde o dia 6 de junho, em Tibagi, nos Campos Gerais.

isis-1
Reprodução

De acordo com um dos advogados que representa a família de Isis, Renan Pacheco Canto, muito embora a prisão temporária tenha uma duração de trinta dias, a Polícia Civil já fez o pedido pela prorrogação em mesmo período.

“Nós temos uma série de elementos de prova que estão sendo aportados nos autos de inquérito policial. Aquele sujeito não reúne nenhuma condição de responder a esse processo em liberdade. Não temos dúvidas de que Marcos será denunciado, que continuará preso e, com os elementos presentes no inquérito, que é possível decretar a prisão preventiva dele”, comentou.

Procurada, a Polícia Civil informou que desde o início das investigações, tem dedicado todos os recursos técnicos, tecnológicos e humanos disponíveis para elucidar o caso.

“Diversas unidades têm trabalhado de forma integrada e colaborativa desde o comunicado do desaparecimento. A força-tarefa, composta por delegados e agentes de várias unidades especializadas, está empenhada em utilizar todo o conhecimento e expertise disponíveis para a completa solução deste caso”, disse em nota.

Com o período de férias do delegado Jonas Avelar, quem comanda as investigações é Matheus Campos Duarte.

Na última sexta-feira (5), a família ganhou o ‘compromisso’ do Governo do Estado de resolver o caso.

A reportagem entrou em contato com a defesa de Marcos Vagner, que se manifestou em nota:

A defesa do suspeito Marcos Vagner refuta integralmente qualquer envolvimento dele no desaparecimento da adolescente Isis.
A defesa vem acompanhando a investigação da Polícia Civil do Paraná e está analisando os indícios já colhidos pela autoridade policial e aguarda a decisão do Poder Judiciário sobre o pedido de prorrogação da prisão temporária para definir as próximas medidas a serem adotadas.
Reafirmamos que Marcos Vagner não possui qualquer envolvimento com o desaparecimento da adolescente e comprovará a sua inocência.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Polícia pede que suspeito pelo desaparecimento de Isis continue preso; família aguarda por respostas há 33 dias

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.