Mais de 600 militares e 93 viaturas do Exército Brasileiro que atuam no Paraná chegaram ao Rio Grande do Sul para fortalecer as operações de apoio e ajuda humanitária no último sábado (15). O objetivo é substituir a tropa que está prestando apoio no estado gaúcho, em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, de acordo com a 5ª Divisão de Exército (5ª DE).

exercito paraná rs
Foto: Divulgação 5ª Divisão de Exército

“Tenho absoluta certeza e convicção de que a tropa que aqui está vai cumprir de modo excelente essa missão. Fazemos porque somos soldados, porque é nosso dever e porque a sociedade confia no Exército”, afirmou o comandante da 5ª Divisão de Exército, General de Divisão José Ricardo Vendramin Nunes.

O comandante da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada, General de Brigada Alexandre Pfaender Júnior, ressaltou que os militares enviados devem ter uma conduta comparável a de uma tropa de missão de paz humanitária internacional, visto que a situação no Rio Grande do Sul é complexa.

“Será um trabalho intenso, de segunda a segunda, a ideia é cumprirmos a missão com eficácia para darmos a resposta o mais rápido possível para a sociedade canoense”, disse o General Pfaender.

Os 631 militares são das cidades de Castro, Curitiba, Ponta Grossa, Rio Negro e União da Vitória. Entre as viaturas que formam o comboio estão blindados anfíbios Guarani, escavadeiras, caminhões cisterna, caminhões munk, ambulâncias, ônibus, entre outras viaturas operacionais.

Os militares atuam na limpeza de escolas e postos de saúde, transporte de materiais, escolta de comboios, apoio na logística dos abrigos, montagem de casas emergenciais, distribuição de donativos (alimentos e água) e desobstrução de vias nas cidades atingidas.

Uma equipe do Hospital Geral de Curitiba (H Ge C) composta por 10 profissionais da área de saúde, sendo cinco oficiais e cinco praças, também embarcou em direção ao Rio Grande do Sul.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Paraná envia mais de 600 militares do Exército para ajuda humanitária no RS

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.