Uma nova vítima das explosões em um silo de grãos da cooperativa agroindustrial C.Vale, em Palotina, no Oeste do Paraná, recebeu alta do hospital. A informação foi divulgada pela própria empresa, na tarde deste domingo (30). Agora, sete pessoas permanecem internadas por conta do acidente.

explosão-palotina-C.Vale
Explosão de silo agroindustrial da C.Vale deixou oito mortos e 11 feridos no Paraná – Foto: Cosamu/Reprodução

De acordo com a C.Vale, a vítima que recebeu alta estava internada no Hospital Policlínica, de Cascavel. Trata-se do trabalhador Paulo César Arets. Os demais feridos seguem sendo atendidos em hospitais de Palotina, Cascavel, Londrina e Curitiba.

Quatro pessoas já receberam alta nos dias anteriores. Oito pessoas (sete haitianos e um brasileiro) morreram em decorrência das explosões. Uma pessoa segue sendo procurada.

Buscas entram no quinto dia e bombeiros passam a usar cães

Um trabalhador de nacionalidade haitiana continua desaparecido soterrado embaixo de 10 mil toneladas de grãos. Neste domingo (30), o Corpo de Bombeiros passou a usar cães para tentar encontrá-lo.

Às 16 horas, a C.Vale informou que os bombeiros conseguiram avançar mais 25 metros no interior do terceiro armazém danificado.

A utilização de um segundo equipamento para retirar a soja da estrutura acelerou os trabalhos. Até agora, porém, os escombros no interior do túnel seguem dificultando a localização da vítima Wicken Celestin, de 55 anos.

direção da C.Vale, em nota enviada à imprensa.

Sobre o assunto, pela manhã deste domingo, em entrevista coletiva, o capitão Rodrigues, do Corpo de Bombeiros, explicou que os pertences de Wicken Celestin já foram encontrados perto de um armazém.

Só que este é um local com muita massa de grãos. Então, a dificuldade está sendo a gente conseguir os equipamentos para fazer a retirada dos grãos, poder acessar o túnel e poder procurar pela vítima.

capitão Rodrigues, do Corpo de Bombeiros.

Caso a vítima não seja encontrada neste armazém, os bombeiros irão partir para os demais da cooperativa. No entanto, há fortes indícios (como o encontro dos documentos, conforme dito acima) de que Celestin esteja no local onde os bombeiros concentram forças.

O acumulado no armazém é de cerca de 11 mil toneladas de grãos. O capitão Rodrigues, porém, destacou que não haverá necessidade de retirar essa quantidade para encontrar o trabalhador.

explosão palotina
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Vários equipamentos que nós usamos no dia a dia não podem ser utilizados por conta da atmosfera explosiva. Então, nós temos que ter este cuidado. O risco de desabamento é eminente e, volto a frisar, nós trabalhamos para garantir a segurança, embora não se trate de um local seguro.

capitão Rodrigues, do Corpo de Bombeiros.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Nova vítima recebe alta e número de internados após explosão em Palotina cai para sete, diz cooperativa

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.