Uma mulher de 51 anos foi resgatada pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (23), em uma situação de trabalho escravo em um apartamento de luxo em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. A vítima relatou estar responsável por duas adolescentes, de 16 anos, e outras três crianças, de 3, 7 e 9.

image-1-63
Divulgação

“Ela teria sido contratada pelo pai das crianças para cuidar delas por um período de dez dias, pois ele teria uma viagem de trabalho. Porém, ela relatou que já haviam se passado mais de 25 dias”, disse a delegada Ana Paula Carvalho.

A condição da vítima, segundo a Polícia Civil, foi descoberta após denúncias anônimas que relatavam uma situação de abandono de incapaz. Segundo as informações, os cinco menores de idade estariam morando no condomínio sem a presença de um responsável.

No local, foi confirmado que apenas comida era fornecida para ela e os cinco filhos do contratante.

Segundo a delegada, a situação caracteriza redução à condição análoga a de escravo, uma vez que ela era submetida a jornadas exaustivas e com restrição de sua locomoção por não poder deixar as crianças e adolescentes sozinhos.

Os cinco foram encaminhados ao Conselho Tutelar e a uma instituição de acolhimento.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Mulher é contratada para cuidar de crianças por 10 dias e pai é investigado por trabalho escravo após não retornar para casa

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.