A Justiça de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, aceitou denúncia contra um trio acusado de abrir fogo e matar uma menina de 10 anos dentro de uma loja de conveniências. O crime aconteceu no dia 22 de abril, no bairro Oficinas, e teria sido motivado por uma discussão.

image-3-41
Reprodução

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), os denunciados voltaram em busca do homem que teria discutido com a mulher de um deles uma semana antes. Apesar de haver diversas pessoas no local, os três atiraram no comércio e atingiram a criança, que estava dentro do estabelecimento.

O MPPR sustenta a prática dos crimes de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio triplamente qualificada e corrupção de adolescente. As qualificadoras são: motivo fútil (porque a morte decorreu de uma discussão de menor importância entre a vítima visada e a esposa de um dos denunciados seis dias antes do crime), perigo comum (poderiam os disparos ter atingido outras pessoas que estavam no local) e recurso que dificultou a defesa da vítima (pois as vítimas foram pegas de surpresa).

A Promotoria ainda pede a prisão preventiva dos denunciados, o que foi aceito pelo Judiciário – um deles está foragido, os demais já estão presos.

Indenização

Além do julgamento em Júri e da condenação a prisão, o MPPR o requer na denúncia que os três sejam obrigados a indenizar os familiares das vítimas.

Os autos estão sob sigilo.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Justiça aceita denúncia contra trio acusado de abrir fogo em loja de conveniência e matar menina de 10 anos

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.