O Tribunal do Júri de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, condenou o namorado acusado pela morte de Cauane Zavolski Martins. Em julgamento realizado nesta terça-feira (9), Thiago Rafael Oliveira recebeu pena de 25 anos de prisão. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MPPR), a motivação do crime seria o fato de a vítima manter contato frequente com um policial militar da reserva, e ter recebido, dias antes, uma foto dele no celular.

cauane
Reprodução

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu após um jantar de confraternização que teria ocorrido com a família da vítima. Após deixarem o local, ela teria ido a um apartamento com Thiago, não sendo mais vista depois disso.

Na sessão de julgamento, o Conselho de Sentença reconheceu as qualificadoras apresentadas em denúncia pela 10ª Promotoria de Justiça de Ponta Grossa, condenando o réu por homicídio qualificado por motivo torpe, o uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e por ter sido o crime cometido em razão do sexo feminino da vítima (feminicídio).

O autor do homicídio, que também foi condenado pelo crime de furto do celular da vítima, já está preso preventivamente e cumprirá a pena em regime fechado.

Segundo acusado

O crime ocorreu em 29 de janeiro de 2022, mas o corpo de Cauane só foi encontrado em março, na zona rural do município.

O Júri também julgou um segundo denunciado, que teria auxiliado a esconder o corpo da vítima em uma propriedade rural na Região do Cerradinho, às margens da PR-513, no distrito de Itaiacoca. Ele foi sentenciado a um ano, três meses de reclusão e 12 dias-multa.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Homem que matou namorada após ver foto de PM no celular é condenado a 25 anos de prisão

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.