Um bebê de um ano morreu, na manhã deste domingo (26), após ser deixado pelo padrasto em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Castro, nos Campos Gerais. O responsável por deixar a criança no local foi preso em flagrante horas depois, suspeito de estupro contra o pequeno.

image-1-82
Divulgação

De acordo com a Polícia Civil, a mãe da vítima teria deixado a criança com o padrasto para ir trabalhar. No meio da manhã, a Polícia Militar foi chamada para atender uma ocorrência na UPA.

A delegada Renata de Souza Batista explica que o menino deu entrada na UPA com suspeita de insuficiência respiratória, mas, após 45 minutos de manobras de reanimação, não resistiu.

“A princípio, foram constatadas lesões nas regiões íntimas da vítima, vários hematomas pelo corpo com colorações diversas, além de marcas sugestivas de asfixia mecânica. O corpo da vítima foi encaminhado até o Instituto Médico Legal (IML) para a análise detalhada e busca de vestígios, bem como para a confirmação da causa da morte”, destaca.

Preso, o homem foi encaminhado à delegacia e autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável, qualificado pelo resultado morte. O flagrante foi, posteriormente, convertido em prisão preventiva.

A Polícia Civil segue investigando o caso.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Bebê de 1 ano é deixado em UPA e padrasto é preso suspeito de estupro no Paraná

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.