Na última semana, o governo da Dinamarca afirmou estar preocupado com a fuga de visons contaminados pelo coronavírus. O animal, que é criado em cativeiro pela indústria de peles, pode ser infectado e, uma vez solto, é possível que passe o Sars-CoV-2 para outros bichos e humanos.

DEUTSCHE WELLE

 

A Dinamarca decidiu sacrificar milhões de animais depois de encontrar a variação de coronavírus dos visons em 214 pacientes com Covid-19.

Segundo Sten Mortensen, coordenador de pesquisa veterinária no órgão responsável por monitorar este tipo de assunto, todos os anos alguns milhares de visons escapam das fazendas e, em 2020, há um risco que cerca de 5% deles esteja contaminado com a Covid-19.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.