O veículo, avaliado em mais de R$ 100 mil, estava no estacionamento do prédio onde a mulher mora. O advogado foi identificado pelas câmeras de segurança da garagem e preso.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou as chamas. Por conta do incêndio criminoso, o prédio precisou ser esvaziado, por existir  o perigo de explosão.