Há quatro nomes na mesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o Ministério da Saúde. Com a queda de Nelson Teich após apenas 28 dias na pasta, está no cargo interinamente o general Eduardo Pazuello, que já era o secretário executivo e foi indicado pelo próprio Bolsonaro. A efetivação dele é uma possibilidade.

Reprodução Instagram

Mas é forte também o nome da médica Nise Yamaguchi, que foi chamada ao Palácio do Planalto na manhã desta sexta-feira (15/05), antes mesmo da efetivação da demissão de Teich.

Confira a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clicando aqui.