Um vazamento de amônia deixou 18 pessoas feridas em uma empresa em Chapecó, no oeste de Santa Catarina. O produto é tóxico e se propaga pelo ar em forma de nuvem, segundo o Corpo de Bombeiros.

O vazamento aconteceu na noite de domingo (9) na empresa AP Logística, localizada no bairro Belvedere.

A “nuvem” de amônia acabou chegando até uma indústria vizinha e atingiu funcionários da Aurora Alimentos, que passava por uma troca de turnos.

Ao menos 28 pessoas tiveram contato com o produto e foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Dessas, 10 foram liberadas no local pelos médicos.

vazamento-amonia-chapeco
Vista geral da AP Logística, que teve vazamento de amônia e deixou 18 feridos em Chapecó (SC) – Foto: Divulgação

Outras 18 pessoas foram encaminhadas para os hospitais Regional do Oeste (HRO) e da Unimed e para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Quatro pessoas foram levadas em estado crítico, conforme os bombeiros, com quadro de insuficiência respiratória.

Todas ficaram em observação por cerca de seis horas e já receberam alta, segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Valter Luciano Hüning, em vídeo gravado na tarde desta segunda-feira (10).

De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros Duan Pedroso da Silva, foi constatado o vazamento de uma “grande quantidade de gás”, que teria se iniciado em um registro utilizado para realização de um procedimento de liberação de um fluido da tubulação. “Dependendo da quantidade respirada, esse gás pode ser letal instantaneamente e pode levar a morte em 40 minutos”, disse o sargento.

O funcionário de uma das empresas chamou o Corpo de Bombeiros, segundo Pedroso. Por conta da quantidade de pessoas, foram acionados reforços para o atendimento.

“Com a chegada do restante das guarnições, iniciou-se ali o trabalho de condução dessas pessoas que estavam do lado de fora e também que estavam inalando esse gás para uma área segura”, disse o sargento. Os Bombeiros fizeram a dispersão do gás com uma “chuva fina” com os caminhões do Corpo de Bombeiros, conforme Hüning.

Durante o trabalho de buscas a feridos, o Corpo de Bombeiros encontrou sete pessoas dentro de uma câmara fria, mas que não foram afetadas pelo gás. “Elas foram orientadas a permanecerem no local até que houvesse a total dissipação desse gás”, disse o sargento dos Bombeiros.

Por meio de nota, a AP Chapecó Serviços de Logística informou que o vazamento de amônia ocorreu em uma sala de máquinas, mas que foi “rapidamente contido”. A empresa disse que prestou todo o apoio e suporte às pessoas que necessitaram de atendimento médico com auxílio da Defesa Civil, Bombeiros, Samu, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Guarda Civil.

“Felizmente todas as vítimas envolvidas já tiveram alta hospitalar, sem nenhum dano”, disse a empresa. “Lamentamos o ocorrido e informamos que estamos focados e trabalhando para que esse problema não ocorra novamente”, finalizou a AP Logística.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Vazamento de amônia em empresa deixa 18 feridos em Chapecó (SC)

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.