O ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou na noite dessa segunda-feira (7/12) o retorno das aulas presenciais nas universidades federais para o dia 1º de março do próximo ano.

A Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (Abmes) avalia como positivas as mudanças feitas pelo ministro, pois trazem “mais clareza, mais flexibilidade e mais autonomia para as instituições planejarem a volta às aulas”.

 

Foto: Divulgação/UFPR

 

Para o diretor-presidente da Abmes, Celso Niskier, “as instituições agora têm um horizonte mais realista para organizar a volta às aulas presenciais, cumprindo os protocolos de biossegurança e garantindo o retorno seguro e gradual, de acordo com as normas das autoridades locais”.

Edward Madureira, presidente da Andifes, entidade que representa os reitores das universidades federais, afirmou que a prorrogação das aulas remotas permite que as universidades adequassem os calendários e orçamentos para a reabertura das salas de aulas.

Para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.