O terapeuta transpessoal Tadashi Kadomoto negou que tenha cometido os cinco estupros de que é acusado. Ele foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) por abusos sexuais contra alunas e pacientes.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Tadashi se disse “abalado” e anunciou que se afastará temporariamente de suas atividades. Os supostos abusos ocorriam durante atendimentos ou palestras em seu instituto de saúde mental em São Paulo.

“Sou réu acusado de atos muito graves que eu não cometi. Fiquei muito assustado sem entender o que estava acontecendo porque não fui procurado pela Justiça. Depois, fiquei abalado pela reportagem”, afirmou.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.