Ao menos 13 pessoas foram mortas em uma tentativa de assalto a um banco na madrugada desta sexta-feira, 7, no município cearense de Milagres, na região do Cariri. Informações divulgadas pela imprensa local dão conta de que seis vítimas eram reféns. A Polícia Militar (PM) trocou tiros para conter a quadrilha, que não conseguiu levar o dinheiro.

De acordo o prefeito de Milagres, Lielson Landim, em entrevista ao G1, entre os mortos estão duas crianças, entre 10 e 13 anos, que eram feitas reféns pelo grupo criminoso. No total, seis reféns morreram no confronto, sendo cinco da mesma família, conforme a polícia. A polícia ainda não conseguiu identificar todos os mortos no confronto.

Reprodução Bom Dia Ceará

A família vítima dos bandidos vinha da cidade de Serra Talhada, em Pernambuco, quando foi abordada na rodovia BR-116. A quadrilha utilizou um caminhão para bloquear a via e parar o veículo das vítimas.

Milagres fica a 487 quilômetros de Fortaleza e já havia sofrido uma tentativa de ataque na semana anterior, disse o diretor do Sindicato do Bancários do Ceará Gabriel Mota. Por conta disso, a polícia vinha investigando a ação da quadrilha, interceptando os bandidos no momento da tentativa.

Ainda segundo o diretor do sindicato, outra agência bancária sofreu uma tentativa de explosão no mesmo horário, mas no município de Itatira, na microrregião de Canindé. As ações, entretanto, seriam de quadrilhas diferentes.

A ação

A tentativa de roubo aconteceu por volta de 2h17 da madrugada. Houve confronto entre os policiais e os criminosos. Diversos carros da PM foram usados para conter a quadrilha. Devido à ação da Polícia Militar, o grupo criminoso não conseguiu levar o dinheiro de nenhum dos estabelecimentos bancários. Os dois bancos ficam na Rua Presidente Vargas, no Centro do município, que tem 28 mil habitantes.