Uma tempestade tropical se formou na costa brasileira, a cerca de 650 km de Florianópolis, e se desloca em direção ao Sul do país, de acordo com a Marinha do Brasil.

Devido à distância da costa, não há previsão de mau tempo, e a tempestade atípica deve permanecer em mar aberto, sem tocar a terra, ainda segundo a Marinha. O impacto que pode ser sentido é agitação marítima com ondas mais altas, de cinco metros, e ventos de 85 km/h, até quinta-feira (22).

170838364165d3dd9914e28_1708383641_3x2_lg
A tempestade tropical Akará está no litoral brasileiro e pode provocar ondas de 5 metros, segundo a Marinha – NOAA/Nesdis/Star/SSA

Batizada de Akará -espécie de peixe na língua Tupi-, a tempestade tropical já era monitorada quando ainda era considerada depressão tropical. Com a intensificação dos ventos associados e da manutenção da estrutura térmica vertical, porém, a classificação mudou, conforme a Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha.

De acordo com a MetSul, trata-se de um dos raros episódios de tempestade tropical -o estágio anterior ao de um furacão- registrados até hoje na costa do país.

Segundo a empresa de meteorologia, tempestades tropicais na costa brasileira foram registradas em 2004, 2010 duas vezes em 2021.

Simulações computadorizadas, ainda segundo a MetSul, indicam que o sistema reduzirá a velocidade do deslocamento em mar aberto ao alcançar o Rio Grande do Sul, entre esta terça (20) e quarta (21), antes de enfraquecer em águas mais frias.

“Bandas de nuvens a partir do ciclone podem trazer para o continente nebulosidade que, interagindo com o ar quente, podem causar chuva isolada e ocasionalmente temporais localizados. Independente do ciclone na costa, ar quente e umidade vão se combinar ao longo da semana para provocar pancadas de chuva isoladas com ocasionas temporais localizados típicos de verão”, diz a Metsul.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Tempestade tropical atípica se forma na costa brasileira, mas não deve chegar ao continente

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.