A paulista Cristiane Lima Leite, de 34 anos, morreu por complicações de um quadro de Covid-19, mesmo sem ter nenhuma comorbidade. A moradora de Mongaguá, no litoral de São Paulo, apresentou sintomas por 11 dias, sofreu duas paradas cardiorrespiratórias e chegou a entrar em coma.

Cristiane Leite era casada e tinha dois filhos – Reprodução

Em entrevista concedida ao portal G1, a cunhada da vítima, Camilla Leite, desabafou: “O vírus não escolhe quem vai matar”. A morte de Cristiane, que ocorreu próxima ao fim do ano, foi um susto para a família, principalmente pela falta de comorbidades.

“Fomos pegos de surpresa. Como assim, uma mulher de 34 anos, cheia de vida, morrer em algumas horas? “, disse.

Além de lamentar a morte da cunhada, Camilla também questionou as aglomerações e falta de cuidado dos mais jovens, na semana em que o país bate a marca de 200 mil óbitos pela doença. “Covid-19 mata, ninguém sabe quem vai sair dessa com vida”, afirmou. Cristiane deixou marido e dois filhos.