O desconhecido que matou Leonardo dos Santos Antonio, de 32 anos, na madrugada deste sábado (10) na saída de um bar de Guarujá, no litoral de São Paulo, teria perguntado a ele e outras duas pessoas ‘quem seria o primeiro a morrer’ antes de efetuar o disparo, de acordo com uma testemunha. A informação é do Portal G1/Santos.

A identidade do atirador ainda não foi revelada, mas a Polícia Civil afirma que já o identificou e está à procura do homem.

Leonardo foi morto com um tiro no rosto enquanto se divertia com amigos em um bar de Guarujá, SP — Foto: Reprodução/Instagram

Em entrevista ao G1, um dos amigos que acompanhava Leonardo no restaurante, relatou os momentos que antecederam ao crime, que aconteceu sem motivação aparente. Eles aproveitavam a noite no bar já que Leonardo, que trabalhava em Santa Catarina, pegaria a estrada no dia seguinte.

Estavam em quatro e o grupo pagou a conta. Três deles decidiram ir ao banheiro. Na saída, à caminho da porta, eles foram parados pelo homem que estava na mesa  e ele perguntou ao trio quem seria o primeiro a morrer.

“Ele perguntou num tom que parecia até brincadeira. Ninguém entendeu nada, então ficamos sem reação”, conta o sobrevivente. Ele diz, ainda, que o desconhecido insistiu na pergunta, mandando eles decidirem logo quem seria o primeiro a ser assassinado.

Neste momento, ele sacou a arma e ficou revezando, apontando para um de cada vez. “Ele apontava a arma pro rosto do Leonardo, pra mim e pro meu amigo. Depois, voltava pro Leonardo. Fez isso duas vezes”, relata o amigo. “Na terceira vez, quando ia voltar a arma pra mim, ele mirou no Leo e atirou.”

Em seguida, o atirador perguntou quem seria o próximo, conforme conta o amigo. “E eu saí correndo. Tinha acabado de ver ele baleando meu amigo na minha cara, então na hora eu me desesperei, não queria ser o próximo”, desabafa.

O atirador fugiu e a polícia investiga o caso.

Leia a reportagem completa do G1 AQUI