Os mosquitos nas regiões próximas ao Rio Pinheiros, na zona oeste da capital paulista, continuam incomodando os paulistanos e desde o sábado, 10, a Prefeitura afirma ter intensificado as ações de controle contra os insetos em pelo menos seis bairros. Por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realiza uma força-tarefa focada no combate aos pernilongos (Culex quinquefasciatus) e à dengue (Aedes aegypt).
Testes com dois barcos coletores de resíduos flutuantes, os chamados Ecoboats, no rio Pinheiros, em São Paulo. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Em nota oficial, a secretaria informa que as açõeestão sendo realizadas na Lapa, Pinheiros, Itaim Bibi, Cidade Ademar, Campo Limpo (subdistritos Vila São Francisco, Jardim Santo Antônio, Várzea de Baixa e Vila Almeida) e Santo Amaro, que concentram 60% das reclamaçõeenviadas ao SP 156. Nessas regiões, foram aplicados inseticidas e vermicidas com a técnica de Ultra Baixo Volume (UBV), que usa de 5 a 10 litros por hectare.

Também no sábado, agentes da Saúde fizeram ações casa a casa em 46 quarteirões que margeiam o Rio Pinheiros afluentes, para orientar a população e eliminar os focos de criadouros de mosquitos. De acordo com a SMS, as ações de combate aos mosquitos são permanente e devem continuar ao longo das próximas semanas.

Desde agosto, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que também está monitorando as reclamaçõee aplicando inseticida, por meio de termonebulização.