Com cruzes e balões vermelhos, a ONG Rio de Paz realizou na manhã deste sábado (8) um protesto contra a atuação do poder público no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O ato foi também uma homenagem aos quase 100 mil mortos pela Covid-19 no Brasil.

(Foto: Reprodução)

 

Como no ato anterior da ONG, um apoiador de Bolsonaro que caminhava pelo calçadão bateu boca com manifestantes. Ele chamou de fake news o número de mortos e foi interpelado pelo taxista Marco Antonio do Nascimento, que perdeu um filho para a doença. “Não fala que é fake news”, disse ele, mostrando uma foto do rapaz.

Nascimento ficou conhecido no último ato do Rio de Paz, em junho, quando recolocou no lugar cruzes que haviam sido derrubadas por um apoiador de Bolsonaro, que questionava as críticas à condução da crise pelo presidente da República.

Assista ao vídeo: