Michel Sarti foi encontrado morto dentro do banheiro da academia em Américo Brasiliense — Foto: Reprodução Facebook

 

Depois de dois dias de desespero, a família do estudante Michel Sarti, de 26 anos, recebeu a pior notícia na manhã desta segunda-feira (11). O jovem, que havia sumido no sábado (9), estava morto no banheiro da academia em que treinava.

O caso aconteceu em Américo Brasiliense, interior de São Paulo. O jovem teria passado mal no banheiro após treinar e a academia fechou as portas, sem os funcionários perceberem que o rapaz estava lá.

Desde então, os familiares passaram por momentos de desespero. “Como ele tinha muitos amigos, acreditamos que tinha encontrado alguém na rua. O celular não atendia e ficamos desesperado, postando nas redes e sociais e tudo mais. Percorremos a nossa cidade e outras vizinhas”, contou ao Portal G1 o irmão dele, Gabriel Sarti.

Gabriel disse ainda que o irmão poderia ter sido salvo, caso tivesse sido resgatado. “A academia foi fechada sem procedimento para saber se tinha alguém dentro. Ele passou o fim de semana trancado em um banheiro, sem chance de socorro”, lamentou.

Outro lado

Ao G1, o advogado da academia, Carlos Manfrei, contou que o acesso dos alunos é digital, mas não houve uma verificação para saber se Michel tinha ido embora.