Rosemir de Araújo Gueremito de Souza, de 51 anos, foi presa na última quinta-feira em Goiás por ter ateado fogo no marido, Chanter Ley Pereira de Almeida, de 53 anos. O crime ocorreu no dia 24 de outubro, na casa onde os dois viviam, no Residencial Santa Efigênia, em Goiânia.

Rosemir de Araújo Gueremito de Souza confessou ter ateado fogo no próprio marido Foto: Divulgação/PCGO

A mulher confessou o crime e disse que não aceitava a possibilidade de terminar o relacionamento com o taxista. Ela esperou Almeida dormir para jogar álcool e depois atear fogo nele. O homem teve queimaduras em 90% do corpo e morreu no hospital três dias após o crime.

Para ler a matéria completa no Extra, clique aqui.