Um grupo de aproximadamente 100 motoboys fizeram um protesto pacífico em frente ao condomínio onde mora Mateus Abreu Almeida Prado Couto, que agrediu verbalmente com ofensas racistas o entregador Matheus Pires.

 

 

O grupo se reuniu em frente a um posto de combustíveis da cidade de Valinhos, em São Paulo, onde o caso ocorreu, a partir das 8h30 deste sábado (8/8).

“Nós motoboys somos vistos como arruaceiros e baderneiros, mas não é essa nossa função. Estamos pra ajudar e servir a população, ainda mais neste tempo de pandemia. Queremos e estamos somente cumprindo nosso trabalho, nada mais”, diz Tarcísio André Martins Júnior, um dos presentes, ao portal G1.

Clique aqui para ver o vídeo e ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B.