Paranaenses de coração, três pescadores morreram após acidente de barco no Rio Miranda, em Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Nelson Balbinot, de 65 anos, João Melitão Cagni, 59, e Dirceu Casagrande, 66, desapareceram na última sexta-feira (24) e as buscas pelos corpos duraram quatro dias.

João Melitão Cagni, 59, e Dirceu Casagrande, 66, são duas das vítimas do acidente (Reprodução)

De acordo com o Portal A Crítica, de Campo Grande, os três amigos pescavam no Pantanal há muitos anos e mantinham um rancho em Albuquerque, que é um distrito de Corumbá.

Cagni morava em Morretes, no Litoral do Paraná. O prefeito da cidade, Osmair Costa Coelho, lamentou a morte em uma rede social. “Foram muitos os momentos felizes, alegres, permeados de boas conversas e risadas ao lado desse homem. Guardaremos ele na memória, sempre com um largo sorriso e um grande coração. Filho dessa cidade, assim como eu, será lembrado como o bom cidadão que foi para Morretes. Rogo a Deus que lhe guarde em bom lugar e conforte o coração de que sentirá saudades”, disse.

O Athletico Paranaense também publicou uma nota de pesar. Cagni e Nelson Balbinot eram torcedores e sócios do Furacão. “Além de Sócios Furacão, Nelson Balbinot e João Melitão Cagni faziam parte do grupo Amigos do Mirante, que reúne diversos torcedores rubro-negros. O Athletico Paranaense lamenta o falecimento de Nelson, João e Dirceu e se solidariza com os familiares e amigos neste momento de pesar”, diz a nota.

Após a morte, chegou-se a cogitar que um ataque de abelhas poderia ter provocado o acidente, causa que foi descartada pelo Corpo de Bombeiros.

A Capitania Fluvial do Pantanal investiga o que pode ter provocado o acidente.