O ministro de Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, concedeu entrevista à Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp). Ele concedeu uma entrevista exclusiva à Rede Aerp de Notícias e falou sobre os investimentos em inovação e tecnologia, o rádio digital, o sistema Mosaico, o desmatamento, as privatizações e o encontro no Brics.

Divulgação

Sobre os investimentos, o ministro disse que os recursos estão escassos e que espera apoio da iniciativa privada. “Em 2019 os recursos estão apertados, contudo o MCTIC tem a finalidade de congregar os esforços para inovação e isso significa uma proximidade do setor privado. Eu espero que essa proximidade nos ajude”.

Com relação à concessão para as rádios comunitárias, Pontes afirmou que as análises seguem critérios técnicos. “Os processos são analisados um a um”. Ele destacou que pretende dar celeridade aos processos no ministério. “Quando assumi a pasta havia 73 mil processos, hoje são 30 mil e pretendemos zerar até o final do ano”. Segundo o ministro, o sistema Mosaico agiliza os processos. “O sistema permite que o radiodifusor tenha maior rapidez, eficiência e precisão”.