Oministro da Justiça, André Mendonça, usou as redes sociais, nesta quinta-feira (3/12), para se manifestar sobre um assunto polêmico. Ele defendeu que pessoas com “base em suas convicções religiosas” possam discordar e questionar o “homossexualismo”.

IGO ESTRELA/METRÓPOLES

 

O integrante do governo Bolsonaro saiu em defesa da cantora gospel e pastora evangélica Ana Paula Valadão, que nesta semana se tornou alvo de uma investigação do Ministério Público Federal (MPF) por declarações consideradas homofóbicas, feitas em 2016.

Em publicação no Twitter, o ministro da Justiça começa afirmando que respeita os homossexuais, mas escreve que isso não significa que o cristão tenha que concordar com a homossexualidade.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.