A Marinha decidiu enviar o maior navio de guerra da América Latina para auxiliar a população do Rio Grande do Sul com embarcações para resgate, suprimentos de saúde e estações para tratamento de água.

image-1-11
Divulgação Marinha

O navio-aeródromo multipropósito Atlântico sairá da Base Naval do Rio de Janeiro na quarta-feira (8), com previsão de chegada ao estado no sábado (11).

Ele deve levar oito embarcações de médio e pequeno porte para auxiliar no resgate às vítimas das enchentes. A Marinha ainda usa oito lanchas para transportar famílias desabrigadas pelas chuvas.

O navio levará duas estações móveis para tratamento de água que, segundo a Marinha, têm capacidade de produzir 20 mil litros de água potável por hora.

Outras três embarcações serão enviadas pela Marinha nos próximos dias. “O trabalho das equipes de resgate aéreo da Marinha […] receberá, com a chegada dos navios, reforço de mais oito aeronaves, além das quatro que permanecem de prontidão no estado”, disse a Marinha, em nota.

A Força diz já ter salvado 150 pessoas desde o início das operações no Rio Grande do Sul.

O Atlântico tem pouco mais de 200 metros de comprimento e é operado pela Força Naval brasileira desde 2018, quando foi comprado pelo Brasil. Ele tem capacidade para embarcar cerca de 20 helicópteros e 800 militares —sendo o principal navio de guerra que a Marinha possui atualmente.

Além da embarcação, a Marinha planeja enviar nesta terça-feira (7) um grupo de fuzileiros navais para levantar um hospital de campanha em Canoas (RS). O espaço deve ter capacidade de 40 leitos, e as vítimas das enchentes serão atendidos por médicos militares.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Marinha envia maior navio de guerra da América Latina para o Rio Grande do Sul

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.