Em julgamento na última sexta-feira (11/12), o Tribunal do Júri de Sobradinho absolveu Elizana Pereira da Costa, acusada de matar a filha de 6 meses, Esther. Elizana respondeu ao processo presa e, em razão do resultado da votação do júri, o magistrado revogou a prisão preventiva da acusada.

REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Elizana da Costa e o companheiro, Anderson Gustavo de Araújo Barbosa, pai da criança, foram acusados de torturar e matar Esther. O processo dos acusados foi desmembrado, e Anderson passou pelo julgamento em 17 de novembro. Ele foi foi condenado a 18 anos e 8 meses de prisão.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.