O ajudante de motorista identificado como R.B., de 24 anos, foi preso em flagrante suspeito de matar a companheira Juliana Ferraz Nascimento, de 23, estrangulada durante uma briga do casal na madrugada de ontem em Jundiaí (SP), cidade a cerca de 60 km de São Paulo. As informações do Portal UOL.

(Foto: Reprodução)

O suspeito teria dito à família e à polícia que a mulher morreu depois de sofrer uma queda no banheiro. Ele foi preso horas depois do crime, enquanto assinava os documentos de óbito da vítima.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito teria dito que Juliana foi encontrada sem vida no banheiro da residência do casal, na Vila Cidadania. O ajudante de motorista teria relatado que ao acordar durante a madrugada, por volta das 4h30, não encontrou a mulher no quarto, percebeu que o chuveiro estava ligado e escorria água por baixo da porta do banheiro.

Para ler a matéria completa no Portal UOL clique aqui.