O jornalista e digital influencer Rodrigo Teixeira, de 32 anos, foi vítima de ataques homofóbicos e gordofóbicos, nesta segunda-feira, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Atual assessor da Secretaria de Direitos Humanos do Estado do Rio, Rodrigo acompanhava um ato de reintegração de posse da Casa Nem — abrigo que acolhe pessoas da comunidade LGBTQI+ em situação de vulnerabilidade — quando um homem começou a atacá-lo com ofensas sobre a sua condição física e com injúrias por homofobia. As informações são do Portal Extra.

(Foto: Reprodução)

 

“Eu estava acompanhando a coordenadora do programa Rio Sem Homofobia, Carol Caldas, durante um processo de reintegração de posse da Casa Nem. O dia estava muito estressante e estávamos tentando preservar a vida das pessoas que estavam lá. Em determinado momento, me afastei um pouco do local e sentei num banco. Eu estava com a minha pochete com as cores do arco-íris e conversava com uma senhora. De repente, um homem se aproximou de mim e começou a me agredir verbalmente”, relata Rodrigo.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.