A cabo eleitoral Renata Castro, morta com pelo menos 14 tiros, em Magé (RJ), na manhã desta sexta-feira (30/10), disse, horas antes de morrer, que “amanhã é uma grande oportunidade para vocês me assassinarem”.

(Foto: Reprodução)

Em áudio que circula das redes sociais, Renata afirma que vai fazer uma fiscalização no hospital da região, exercendo seu papel como moradora do município. Ainda na gravação, ela chama os atuais governantes de “corja de vagabundos, inoperantes e irresponsáveis”, além de dizer que quem tivesse disposição de matá-la 30 dias antes das eleições, que o fizesse.

“Amanhã é uma grande oportunidade para vocês me assassinarem. Quem tiver essa disposição para fazer o assassinato da Renata Castro 30 dias antes da eleição, como fizeram com o P9, como fizeram na Câmara dos Vereadores (…)”, disse.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.