O mineiro Vamberto Luiz de Castro, de 62 anos, que foi curado a receber uma nova terapia celular que vem revolucionando o tratamento do câncer, morreu neste mês na capital mineira. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais na noite desta quarta-feira. Ele faleceu após um acidente em 11 de dezembro, mas as causas ainda não foram esclarecidas.

© Hugo Caldato/Hemocentro RP/Divulgação

 

Vamberto foi o primeiro paciente a ser tratado na América Latina a partir da inovadora técnica que usa células T do sistema imunológico retiradas do próprio paciente e geneticamente modificadas. Na maioria das vezes, basta uma única dose. O método consiste em usá-las após manipulação em laboratório que permite que possam identificar e passar a combater as células causadoras do câncer. Uma vez modificadas e injetadas novamente no paciente, elas se reproduzem aos milhões e atacam as células cancerígenas.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.