Há divergências sobre como aconteceu o crime. A Isabela Tibcherani, namorada do ator, disse que os pais dele teriam dado uma carona para ela até sua casa. No entanto, ao chegar no local, o pai da garota, comerciante Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, teria tirado a filha do carro e discutido com Rafael, pois não aceitava o namoro mantido por eles. Em seguida, Matias teria baleado as três vítimas.

Foto: Reprodução

 

Já a mãe da namorada e esposa do comerciante, Vanessa Tibcherani, afirmou em depoimento que o ator teria ido à sua casa com seus pais para conversar e tentar convencer Matias a aceitar o namoro, que já acontecia há um ano e dois meses. Quando o pai de Isabela chegou ao local, teria atirado nas vítimas.

Após o ator ser baleado e cair no chão, sua mãe o abraçou para tentar protegê-lo. Neste momento, foi assassinada sobre o corpo dele. Em seguida, o acusado comerciante matou também o pai do jovem e fugiu. A informação foi confirmada por um policial que investiga o caso.

Uma policial militar que atendeu a ocorrência afirmou, informalmente, que projéteis de pistola foram achados perto dos corpos.

O crime aconteceu no bairro Pedreira (zona sul de São Paulo), na frente da casa da namorada de Rafael, Isabela Tibcherani. O ator estava com seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, 50.

Paulo Cupertino Matias, de 48 anos, é o acusado de ter cometido o crime. Pai de Isabela Tibcherani, o comerciante responde também a outros nove crimes, todos ocorridos entre 1990 e 1999. Entre eles, estão registrados quatro assaltos, associação criminosa, tentativa de fuga e dois furtos.

De acordo com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), da gestão João Doria (PSDB), Matias cumpriu pena por assalto a um carro forte na Penitenciária de São Vicente (93 km de SP), no litoral, entre setembro de 1993 e dezembro de 1994.

Segundo um policial que acompanhou o depoimento da esposa de Matias, no 98º DP (Jardim Miriam), a mulher acusa o comerciante de ser violento com toda a família e de ter ciúme doentio da filha, chegando até a impedí-la de sair de casa.

A esposa do comerciante também disse que sofria de violência doméstica e que Matias agredia constantemente sua filha, de 18 anos, e seu filho mais jovem, de 13.

Segundo Isabela Tibcherani, o pai mantinha uma arma de fogo em casa há anos. Ela também contou que o pai descobriu o namoro em 2018, após ler mensagens trocadas com o jovem e, então, proibiu o relacionamento. Matias teria alegado que o ator não era “uma pessoa de bem”, apesar de “nunca ter conhecido ele pessoalmente”.

Fuga

Após balear as três vítimas, o acusado teria fugido em um Volkswagen Up! vermelho, que foi encontrado por volta das 16h desta terça-feira (11) na rua Batista Maciel (zona sul da capital paulista), a cerca de 21 quilômetros de distância do local onde ocorreu o triplo assassinato. Segundo a polícia, o veículo foi clonado

Imagens de uma câmera de monitoramento mostram que Paulo Cupertino Matias retornou ao local do crime na madrugada desta terça, em um Chevrolet Corsa bege. De acordo com as imagens, o acusado deixou o veículo no local e fugiu em seguida com uma picape Chevrolet Montana, de cor escura. Não foi confirmado em qual residência estava a caminhonete.

Motivação

A motivação do crime ainda é investigada pela 98º DP (Jardim Miriam). O ciúme doentio de Matias é uma das hipóteses do crime, segundo relatos de parentes e vizinhos da família.

Por conta da proibição do pai de Isabela, o namoro entre o casal teria sido interrompido por cerca de oito meses. Segundo a polícia, o relacionamento foi reatado um dia antes do crime.

O que diz a família

Camila Miguel, irmã de 26 anos do ator Rafael Miguel, disse em entrevista ao programa “Balanço Geral” que os pais haviam orientando que ela e o irmão protegessem o filho e a namorada, uma vez que tinham muito medo da “presença ameaçadora de Cupertino”.

A jovem também relatou que seus pais pediam para Rafael não expor os lugares onde iria encontrar Isabela, pois poderia ser “perigoso”.

Rafael Henrique Miguel fez o personagem Paçoca da novela infantil “Chiquititas”, do SBT. Também ficou famoso pelo comercial de TV em que aparecia brigando com a mãe para comer brócolis. Ele tinha outras duas irmãs: Isabelly Victoria Miguel, 13, e Camilla Miguel, 26.