(Foto: A Rede)

 

“Peguei o celular dela e vi um monte de papo com um outro carinha lá”, argumentou Alexandro Mendes da Costa, de 40 anos, preso na madrugada desta quinta-feira (19) suspeito de assassinar a esposa Joane Renata de Oliveira, de 32 anos. O crime aconteceu na casa da família, na rua Santa Mônica, na Vila Borsato, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. A mulher morreu na garagem de casa.

De acordo com Costa, ele e a esposa começaram a discutir depois que ele descobriu uma traição. “Fui conversar com ela, ela veio me agrediu, aí eu consegui tomar a faca dela, daí deu no que deu”, resumiu o suspeito. O enteado dele, filho da mulher, de 13 anos, também ficou ferido quando tentou defender a mãe das agressões. Ele foi encaminhado ao Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais e não corre risco de morrer.

Além do enteado, os quatro filhos do casal, que têm entre um e seis anos de idade, também estavam na residência e presenciaram a discussão dos pais. Eles foram levados pelo Conselho Tutelar e devem ficar com familiares enquanto o inquérito do caso está em andamento.

Para ler a matéria completa no Portal A Rede clique aqui.