Um homem de 45 anos foi preso pela PM por importunação sexual na manhã deste sábado (29), na rua José Porfírio de Souza, no Jardim Raposo Tavares (zona oeste de São Paulo).

89º Distrito Policial (Foto: Reprodução/Google Street View)

De acordo com a PM, o suspeito foi flagrado dentro do carro com o órgão genital para fora da roupa, se masturbando de frente para uma funcionária de uma banca de jornal, de 27 anos.

Constrangida com a situação, a mulher escreveu um bilhete pedindo ajuda e entregou para um pedestre que passava pelo local. A polícia foi acionada e o homem, detido em flagrante.

Durante consulta ao sistema policial, foi constatado que o suspeito já respondia a outros cinco casos de importunação sexual, em cidades do interior.

Viram também que era foragido da Justiça por mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal de Capivari (137 km de SP). O ato se tornou crime após lei sancionada pelo governo federal em setembro de 2018.

À policia, o homem afirmou que todos os casos de importunação sexual são mal-entendidos. O caso foi registrado como ato obsceno pelo 89º DP (Jardim Taboão).