O Hospital das Clínicas de São Paulo está investigando 16 casos de pacientes suspeitos de terem se reinfectado com o novo coronavírus (covid-19). Segundo a instituição, vinculada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), as análises dos casos ocorrem em um ambulatório que foi separado exclusivamente para acompanhar possíveis casos de reinfecção da covid-19.

Foto: Governo de São Paulo

De acordo com o HC, os sintomas e testes positivos em dois períodos diferentes apresentados pelos pacientes podem ser explicados por três hipóteses.

Por uma segunda infecção, mas causada por um vírus diferente, como o da gripe, que causa sintomas parecidos com a covid-19. No entanto, fragmentos inativos do coronavírus remanescentes da primeira infecção podem ter feito o segundo teste ter também dado positivo.

Pode ter havido uma longa permanência do novo coronavírus no corpo do paciente, com período de inatividade inicialmente, mas que fez o primeiro teste ter dado positivo, e posterior reativação, quando a doença ocorreu de fato.

Ou mesmo por uma possível reinfecção de covid-19.

“Para verificar essas e outras hipóteses, os pacientes estão sendo acompanhados com a realização eventual de exames adicionais a fim de melhor entender as hipóteses”, explicou o hospital, em nota.