Um vídeo, que tem circulado nas redes sociais, mostra a chegada do exército brasileiro em Curitiba para supostamente construir um hospital na Arena da Baixada, estádio do Athletico Paranaense. O hospital serviria para atender pacientes contaminados pelo novo coronavírus. Porém, a informação é falsa.

O setor de comunicação do exército comunicou a Banda B de que o vídeo, na verdade, mostra um comboio que saiu de Porto Alegre, passou por Curitiba, mas tinha como destino final o Rio de Janeiro. Foi ressaltado também que não há vínculos com ações em torno do covid-19 e nem do Hospital de Campanha. Inclusive, o comboio já está no Rio.

O Governo do Paraná ainda estuda a possibilidade de tirar do papel a transformação do estádio em um hospital de campanha, tanto que a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) confirmou que há negociações e, por enquanto, a possibilidade de ser feito. O intuito da medida é fazer com que os hospitais não fiquem tão cheios e que a contaminação não se agrave.

 

 

O Athletico Paranaense foi o primeiro clube a colocar o estádio à disposição das autoridades de saúde para agir da forma como acharem melhor em prol dos cuidados aos paranaenses. O CT do Caju também foi disponibilizado. Em seguida, outros clubes brasileiros tomaram atitudes parecidas.

Até a tarde desta terça-feira (24), de acordo com boletim divulgado pela Sesa, o Paraná conta com 70 casos confirmados do novo coronavírus, 197 descartados e 1.844 casos sendo investigados.