(Foto: Reprodução)

 

O estudante de Direito Vinícius Serra, de 27 anos, que estava preso preventivamente no Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros, será transferido para uma unidade prisional normal. Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que o interno recebeu alta no início da tarde desta quarta-feira. Após última avaliação psiquiátrica, foi constatado estabilidade no quadro médico. Além disso, após resultados dos exames feitos durante a internação, não houve alteração do quadro clínico psicopatológico. Vinicius é acusado de espancar brutalmente a paisagista Elaine Caparroz, de 55 anos.

Depois de 11 dias do crime, que aconteceu no apartamento da vítima, na Barra da Tijuca, a paisagista foi ao Instituto Médico-Legal (IML), no Centro do Rio, na tarde desta quarta-feira para ser submetida a exame de corpo de delito. O objetivo é formalizar as provas técnicas das lesões causadas pelo aagressor, que vai responder por tentativa de feminicídio. Elaine chegou acompanhada do advogado Evandro Bianor, que comentou a decisão:

— Não acredito em surto. Quem surta não troca nome. Quem surta não tenta se evadir do local. Quem surta não diz que so fala em juízo. Quem surta não deleta a conta no Instagram. Só se for um surto moral — argumenta o advogado de Elaine Caparroz, no IML.

Para ler a matéria completa no Portal Extra clique aqui.