Desde o início da quarentena causada pela pandemia de coronavírus no Brasil, em março deste ano, os quadros de ansiedade saltaram de 8,7% para 14,9% entre a população brasileira. O dado foi obtido por meio de um estudo feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em maio.

(Foto: Getty Imagens)

 

A especialista em emagrecimento Edivana Poltronieri explica que são necessários cuidados com a saúde para que a inquietação mental não cause outros distúrbios, como a compulsão por comida, principalmente à noite.

Na programação de consumo, o ideal é incluir alimentos considerados saudáveis, como frutas e demais vegetais. Além disso, evitar a compra de alimentos prejudiciais à saúde é uma estratégia para os momentos que a vontade de beliscar entre uma atividade e outra surgir, sobretudo para quem está em home office.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.