Dois jovens de 20 anos ficaram feridos após um desodorante ‘explodir’ dentro do carro onde eles estavam, na noite desta terça-feira (30), em Maringá. A explosão ocorreu porque o produto foi usado ao mesmo tempo em que se acendeu um cigarro. O caso serve de alerta.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

 

Os jovens estavam dentro do veículo parado em semáforo na Zona 7 em Maringá, quando aconteceu a explosão. As vítimas sofreram queimaduras e foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um dos jovens teve 27% do corpo queimado e o outro 18%.

Os jovens contaram que usaram um desodorante ao mesmo tempo em que acenderam um cigarro. Nesse momento, o aerossol explodiu.

A tenente Luiziana Guimarães Cavalca, oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros, disse que eles não correm risco de vida.

Usar desodorante é tão corriqueiro que a gente nem percebe que existe risco. Todo aerossol exige medidas de segurança. Os cuidados estão descritos na embalagem, mas quase ninguém para ler, porque não imagina que isso possa acontecer.

Entre as recomendações de uso está que o produto não deve ser pulverizado perto do fogo, superfícies quentes ou corpos incandescentes. Também orienta-se a não fumar durante o uso.

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Bom Samaritano, um dos rapazes está no Centro de Terapia Intensiva (CTI) com queimaduras de 2º e 3º graus. O estado de saúde dele é grave, mas estável. O outro está na enfermaria com queimaduras de 1º e 2º graus, e estável.

A polícia deve abrir inquérito para apurar o caso.