Daniel Cravinhos e a noiva, Alyne Bento (Foto: Reprodução)

 

Preso na Penitenciária de Tremembé 2, na Região do Vale da Paraíba, em São Paulo, Daniel Cravinhos, de 36 anos, foi flagrado por agentes penitenciários vendendo anabolizante a outros presos no pátio do regime semiaberto no domingo pela manhã. Cada seringa, segundo o relato de outros presos, é vendida a 100 reais dentro de Tremembé 2.

Cravinhos, que cumpre pena de 39 anos de prisão por ter participado do assassinato dos pais de Suzane Von Richthofen, em 2002, é um dos que mais malha na penitenciária e os seus músculos crescem a olhos vistos. “Durante o dia, quando não está trabalhando nas oficinas da Funap, ele está fazendo flexões ou paralelas em umas barras instaladas lá dentro”, diz um detento que pediu para não ser identificado.

Para ler a matéria completa no Portal MSN clique aqui.